Meu eu autor

large (3)

Desde que me entendo por gente, sou viciada em escrever. Escrevia quando estava triste, quando não tinha nada de interessante para fazer, escrevia as minhas peripécias, escrevia diariamente, noite e dia,  no meu pequeno diário… E acabava que tudo se tornava motivo para eu escrever. E aquilo me trazia uma sensação tão boa de alívio e até mesmo de conforto.

E até hoje eu me vejo assim: apaixonada por escrever! É difícil encontrar algo que me satisfaça mais do que escrever, e quando eu passo muito tempo sem, começo a ficar nervosa, a perder o fio da meada da minha vida. A decisão de ter um blog foi bem tranquila para mim. Quando comecei a ter seguidores (hoje já são mais de 250) e eles foram comentando, curtindo, reblogando.. foi realmente gratificante perceber que as pessoas se identificam com meus textos, me dão dicas bacanas e se preocupam comigo, é algo que só escrevendo em um blog para saber.

Mas, como tudo na vida, ter um blog não é apenas flores. Não foi fácil me expor para tantas pessoas.Não é fácil lidar com críticas.  E, as vezes, ter um blog me dá muita vergonha, me dá insegurança, me deixa nervosa. É difícil expor minha imaturidade, fraquezas, pensamentos e sentimentos. É mais fácil lidar com os desconhecidos que leem o que escrevo, do que lidar com os conhecidos. Mas quero agradecer, desde já, o apoio que tenho recebido de pessoas muito legais, algumas que já se tornaram verdadeiras amigas e confidentes, que me incentivam, me apoiam e que me dão retorno. É bem importante para mim, e espero continuar tendo vontade, inspiração e cara de pau pra seguir.

Muita gente já riu do que eu escrevo. Já disseram: “para que ter um blog”,  “acho melhor você não contar para ninguém que você tem um blog”,  “quem escreve sobre estar sozinha”, “li o que você escreveu e não achei nada demais”,  “você é uma mimada que quer chamar atenção”… E na verdade, isso não sobre ninguém além de mim.Não é sobre o que as pessoas pensam, é sobre mim, apenas. É o que me faz bem. E eu realmente não estou pedindo aprovação.

Os blogs não vão acabar enquanto houver pessoas que gostam de escrever.

Enquanto houver paixão pelo que fazemos, vai existir blog SIM!

Deixo para vocês uma reflexão de Charles Bukowski:

Jogue os dados.

Se você for tentar, vá até o fim.
senão, nem comece.

Se você for tentar, vá até o fim.
Isso pode ser perder namoradas,
esposas, parentes, empregos e
talvez sua cabeça.

vá até o fim.
isso pode ser não comer por 3 ou
4 dias.
pode ser congelar em um
banco de praça.
pode ser cadeia,
pode ser o ridículo,
chacota,
isolamento.
isolamento é a benção.
todo o resto é um teste na sua
resistência, de
quanto você realmente quer
fazer aquilo.
e você vai fazer
independente da rejeição
e das piores dificuldades
e será melhor do que
qualquer outra coisa
que vocês possa imaginar.

se você for tentar,
vá até o fim.
não existe outra coisa que vá te fazer sentir
isso.
você estará sozinho com os
deuses
e as noites se inflamarão em
chamas.

faça. faça. faça.
faça.

até o fim.
até o fim.
você guiará sua vida direto para
o riso perfeito,
a única briga boa que existe.

7 comentários sobre “Meu eu autor

  1. Ana Paula disse:

    Concordo contigo! Escrever faz bem e para nós que gostamos dessa prática, ficar uma semana sem escrever é estranho e parece que desalinha a nossa vida. Enquanto as pessoas gostarem de escrever e outras gostarem de ler, o blog vai continuar sim. bjssss

    Curtir

  2. sabrinag23 disse:

    Amei esse post, a reflexão, tudo! Também adoro escrever!
    A blogosfera, no bom sentido, se tornou uma grande ferramenta que vem crescendo cada vez mas com fontes de informações que nem outro site mostra.
    A vontade de blogar por amor também existe e se isso existe, vai ter blog sim!

    Curtir

  3. Alice Saraiva disse:

    Me sinto assim como você… escrever é sempre me reencontrar, descobrir o fio da meada, conhecer o meu caminho. Me perco de mim quando fico muito tempo de escrever. Comecei a blogar em 2001, entre muitas idas e vindas, pelo único prazer de escrever. Sem me importar muito se era lida ou não. Este sempre foi o meu jeito de dizer que estou aqui.

    Adorei conhecer você e o seu blog. Te ler, muitas vezes, é como me olhar no espelho.

    Quando puder, vem conhecer meu cantinho. Vou adorar sua visita!

    Um beijo!
    http://www.jardimdocoracao.com.br

    Curtir

    • fiamavsa disse:

      Oi, Alice! Escrever para mim é reconfortante e me dá um alívio imenso rsrs Nossa, c é blogueira há muito tempo, parabéns pela determinação e força para continuar fazendo ❤ se tiver alguma dica para me passar, viu? é só falar!
      Muito obrigada!
      Vou visitar seu blog sim ❤
      beijos

      Curtir

Hello, gostou do post? Então deixe aqui seu comentário. Beijos

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s