Antes de mais nada, isso não é mimimi

Hello!

femi

“Você é linda e não precisa da aprovação de homem nenhum. Você é linda e ponto final”

E digo mais, não precisa da aprovação de homem nenhum, de mulher ou de sociedade nenhuma.

E digo mais, não precisa da aprovação de homem nenhum, de mulher ou de sociedade nenhuma. E para quem diz que “você morrerá solteira caso nenhum homem te aprove” – Só tenho uma coisa a dizer: F O D A -S E. Eu não estou aqui para agradar ninguém e muito menos para me casar. Acho que já superamos essa discussão, né?!

Será que é mimimi dizer isso porque do mesmo jeito que as mulheres se preocupam com a beleza masculina eles também têm o direito de nos cobrar um padrão de beleza feminina? Eu me recuso a acreditar nisso. Afinal, numa sociedade que vive sob o patriarcado, que ainda discute que roupa uma mulher pode ou não usar e que até hoje faz diferença salarial e de tratamento profissional baseando-se no gênero para definir que mulheres devem receber menos, não é sensato equiparar homens e mulheres em nenhuma hipótese. A igualdade formal – aquela prevista em leis, que quer tratar todos igualmente, sem levar em consideração as suas diferenças – deve ser respeitada, mas além desta, devemos considerar a igualdade material – as das ações afirmativas, que enxerga as diferenças e não busca simplesmente eliminá-las . Se não, de que valeria nosso tão propagado “homens e mulheres são iguais perante a lei”?!

É um argumento muito superficial e até de “homem médio”, porque não dá para comparar a realidade cotidiana de homens e mulheres no Brasil. O nome disso é falsa simetria. Basta analisar os dados sobre todos os tipos  de violência contra mulher e depois sobre violência contra o homem… (ops, não existe)

Em pleno ano de 2015, necessitamos da intervenção do estado para criar uma lei dizendo que homem bater ou matar mulher é crime de gênero (lei do feminicídio). Ainda temos mulheres sendo massacradas pelo patriarcado, pelo machismo e pela ignorância de alguns.

A luta feminista é grande. No movimento feminista tentamos acabar e reduzir os danos do patriarcado através do empoderaramento de mulheres que se sentem e são inferiorizadas em várias esferas e tipos de relação. O sistema e homem opressor nosso de cada dia não consegue enxergar que somos vítimas porque ele é o privilegiado nessa estrutura. E são vários os homens a quem  você tenta explicar o que é feminismo, que você tem uma paciência gigaaante para falar que brincar com isso te magoa, te ofende e que não é brincadeira, mas sim o que você acredita enquanto movimento social.

Empoderar mulheres faz parte da luta feminista. O feminismo é um movimento muito além de simples teorias ou dos estereótipos propagados pela mídia, ele vai muito além do que podemos tocar numa breve discussão ou nesse texto. Ele só deixará de ser necessário quando não excluir nenhuma mulher em nenhuma situação. Só deixará de existir quando a cozinheira, a faxineira, a dona de casa, a professora, a gorda, a magra, a negra, a trans, a deficiente e todas as outras puderem dizer o que é feminismo e o quanto ele as liberta. Eu, dentro dos “padrões”, classe média, estudante e blá, blá, blá, sou privilegiada sim perante a situação de várias mulheres, mas sou feminista porque o feminismo é uma luta coletiva e não só sobre mim. Pense numa garota da periferia,  negra, pobre, gorda ou em todas as outras condições que não se enquadram no padrão de aceitação da sociedade. É preciso  conseguir fazer o feminismo chegar até ela e convencê-la de que ela também é linda e pode ser livre e independente.

O feminismo não é algo limitado ao que você imagina, a luta é muito maior que o seu mundo de privilégios.  Quando uma mulher se sente apoiada por outras e  percebe o que é (bonita, capaz, inteligente, forte, livre etc) ela se fortalece para não deixar mais que atitudes, pessoas, e situações  machistas a machuquem ou a exponha a violências físicas e psicológicas. Quer exemplos? Numa situação de violência doméstica constante o homem que bate na mulher  também a ofende dizendo todos os dias que ela não é nada sem ele, que ninguém vai amá-la, que ela não sabe fazer nada para se sustentar…. A vítima está psicologicamente frágil, vulnerável e passa a acreditar naquilo. Sem acreditar nela mesma, ela não reage e permanece naquela relação destrutiva. Se esta mulher encontra apoio, ajuda ou qualquer coisa que levante sua auto estima, (formas de empoderamento) ela se fortalece, se sente mais segura para se libertar daquele sofrimento.

 Feminismo também é sobre isso, sobre usar o empoderamento para  nos libertamos de opressões e podermos fazer escolhas. Eu escolho ser feminista (por minha conta haha) E feminismo é sobre isso, sobre nos libertamos e podermos fazer escolhas.

3 comentários sobre “Antes de mais nada, isso não é mimimi

Hello, gostou do post? Então deixe aqui seu comentário. Beijos

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s