Quando o amor se torna um vício

335211a4ffcc2666f2e9b20832d1af83Amor é tudo: vida, felicidade, luz, cheiro, cores, pensamentos … O amor vicia, menina. E eu me sinto na obrigação de te alertar. Isso porque nem sempre desenvolvemos relacionamentos amorosos saudáveis e as vezes precisamos de uma “ajudinha” para percebermos o que está acontecendo.

O amor  pode também te causar uma grande crise de abstinência, pode te deixar doente, triste e desanimado. Sentir falta de ternura, de carinho, de compreensão, de abraços e beijos. Essa sensação de vazio interior e de não pertencimento acontece porque estamos querendo e buscando o amor do outro. Somos viciados em um amor que não nos pertence.

Se eu já sofri disso? Muitas vezes. Eu ainda me lembro dos dias que tive que enfrentar todos os meus sentimentos sozinha. E lembrava do meu amor, das nossas conversas, passeios e sonhos. Sentia saudades  das nossas conversas na calçada, enquanto a madrugada bocejava ao nosso redor. Mas no fim, tudo se resumia a coisas do passado, como se fosse um grande álbum de fotografia. Talvez esse seja mais um lado bonito do amor, a nossa superação e o nosso amadurecimento.

Se você não descobrir que o amor verdadeiro é o amor próprio, certamente sofrerá desse vício, menina!  E é tormento. É angústia. É triste. E é vício junto, ao lado do amor.

Já contei aqui que o blog Hello! tem um cantinho noFACEBOOK – um grupo de divulgação ( que está crescendo cada vez mais e estou muito feliz com isso ) Este post faz parte da nossa blogagem coletiva.  A proposta é que cada blogueira escreva um post sobre o tema VÍCIO.

Anúncios

5 comentários sobre “Quando o amor se torna um vício

  1. Fi, amei seu texto! E precisava comentar…
    “Casou” totalmente com um texto que acabei de ler no blog do Gus… O dele falava justamente de uma mulher que não tem esse “vício” que muitas de nós temos… Estou com a mesma pessoa já há um bom tempo, e posso te dizer que o melhor é nunca se envolver num relacionamento por necessidade, depois você começa a sentir falta, sabe, do início, das conversas, beijos, elogios e tal. É nesse momento que precisamos de mais amor próprio, de mais desprendimento, de menos vício de amor… Acho que é isso!
    Ah, estou tentando “encontrar” alguns blogs do grupo, pra seguir, comentar e tal, aumentar a interação!
    Amando vocês!
    Xero

    Curtir

Hello, gostou do post? Então deixe aqui seu comentário. Beijos

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s