Resenha: Não se iluda, não

Hello!

As pessoas mais fascinantes que eu conheço leem, e leem muito. São aquelas que têm um bom papo, se enturmam em qualquer roda, conversam sobre tudo, têm conteúdo e sempre algo interessante a acrescentar. Então, garota, LEIA!

12891574_986933461394675_1418400446947950398_o.jpg

Comprei esse livro para ler nas férias. Como já conhecia a Isabela Freitas (clique aqui para ler “Não se apega, não”) eu sabia que a leitura seria bem levinha e divertida, exatamente como eu precisava! Obs: assim como no primeiro, a capa é linda ❤

No livro Não se Iluda Não, a autora se mostra mais madura e narra suas aventuras e desilusões amorosas de uma forma bem engraçada, ela passa pelas dores e delícias de amar e nem sempre ser amada quem nunca? Nesse livro, ela conta um pouquinho de como é ter um blog e como ela soube lidar com a inveja, com a insegurança e com todos os seus medos para continuar correndo atrás de seus sonhos.

Este livro é a continuação do “Não se apega, não”, onde depois de um ano sem namorado, Isabela está determinada a tornar seu grande sonho realidade: ser uma escritora reconhecida. Tudo começa com uma viagem de férias à Costa do Sauípe, na Bahia, com Pedro, Amanda, seu irmão e sua insuportável prima Nataly, Isabela conhece Gabriel, que é irresistível e parece ser o cara perfeito para ela, se não fosse por um pequeno problema… uma atração cada vez maior pelo seu melhor amigo. Ela passa a escrever tudo em um blog, em que ela escreve anonimamente, assinando como “A garota em preto e branco”. Nele, ela conta sobre sua vida e seus relacionamentos.

Antes que eu me esqueça, assim como no primeiro livro, a Isabela escreve para um determinado público: as adolescentes. Gente que sente demais, é intensa, que faz drama e que é contraditória. Dito isso, não adianta vir aqui colocar essas características como críticas ao livro, ok? Até porque, eu super me identifico e até gosto desse tipo de livro que é um pouco de desabafo e de auto ajuda!

Nem tudo são flores! É uma leitura leve e engraçada, sim. Porém, em alguns momentos, é maçante e repetitiva.

A leitura é tranquila, a típica história da adolescente que acha que o mundo acabou e aí consegue, aos poucos, ir reconstruindo tijolo por tijolo a sua personalidade. Além de falar sobre ilusão, Isabela consegue se expor, mostrar suas fraquezas, seus medos, suas  angustias e seus sentimentos de uma forma bem original. 

Onde encontrar este livro:

Está gostando dos posts do Blog Hello?! Então segue a gente no FaceInstagram e Twitter! Será uma alegria ter a sua companhia também por lá!

beijos, beijos

6 comentários sobre “Resenha: Não se iluda, não

Hello, gostou do post? Então deixe aqui seu comentário. Beijos

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s