Feminismo: Um breve histórico

FEMINISMO.jpg

Estudar as questões de gênero” está super  em alta – Amém!! –  e muitas meninas e meninos têm iniciado suas primeiras leituras sobre o tema. E até mesmo para os que já estão na faculdade, assim como eu, têm contato pela primeira vez com o tema. É engraçado, porque é tão antiquado essa coisa de preconceito contra mulher, e mesmo assim, algumas pessoas insistem nesse conservadorismo retrógrado. Por isso, torna-se importantíssimo discutirmos esse tema.

Sabemos que por muitos anos, era tido como “natural” o comportamento de submissão das mulheres frente a violência machista da sociedade patriarcal. A mulher era um mero objeto, servia para cuidar da casa e ter filhos, apenas. Hoje, já se sabe, por meio dos estudos sociológicos, que o argumento usado pelo cristianismo e pelos conservadores que defendem uma família patriarcal de dominação onde “é uma tradição, um costume e nunca vai mudar!” não deve ser aceito sem antes serem feitos alguns questionamentos básicos.

Para que  a mulher fosse tida como ser inferior, foram feitas re-significações de mitos  de forma que não nomeassem o poder da mulher, como exemplos:  Mito Ganimedes- Ardhanarishvara-Krishna e Havan- Davi e Jonatas- Aquiles e Patrocalo-Sócrates e Alcebiades- Gemamesh e Entides. Em todos eles a mulher não tinha grande valor.

O paradigma do Estado moderno violentou todos os mitos para não nomear o que é sexo, o que é gênero, o que é mulher, o que é gay para que possamos olhar diferentemente o outro, diferenciar, (categorizar o exótico). Assim, passamos a tratar o homem como padrão e a mulher e o gay como o diferente.

Mas quem define o que é normal? Luto, pela igualdade de gêneros! Mas a igualdade onde a diferença não precise ser deletada, onde haja respeito pelo pluralismo. Temos diferenças com relação aos homens sim, dentre elas: nós engravidamos, menstruamos, temos hormônios diferentes, órgãos sexuais diferentes, jornadas de trabalho diferentes já que nos submetemos aos afazeres domésticos, ganhamos 30% a menos ocupando o mesmo cargo, sofremos preconceitos, assédios..

São várias as diferenças. Pensando nisso, eu acredito na tese de que existem três tipos de igualdade: isonomia, equidade e diversidade. A primeira busca uma igualdade material, perante a lei, só a afirmação de que somos iguais. Essa nós já temos prevista no art 5º da Constituição: todos são iguais perante a lei. A equidade busca acabar com as diferenças existentes, como a pobreza, a deficiência física. uma doença.. Essa também já temos, por meio das cotas e dos benefícios. A terceira é a que eu luto por ela: Somos diferentes sim, como mulheres, como meninas, como moças.. Queremos preservar essa diferença e sermos aceitas assim. É preciso reconhecer a diversidade sem que para isso se estabeleça um padrão.

Quem disse que homens têm melhor condicionamento físico? A mídia, né? Porque eu não conheço nenhum estudo acadêmico que diga isso. Quem disse que mulher não tem aptidão para mecânica? O preconceito da sociedade, né? Porque eu nunca vi alguma mulher que estudou e sentiu interesse em mexer com isso reclamando de algo..

Dizer que feministas exageram nas lutas diárias, é o mesmo discurso utilizado pela sociedade machista quando algumas mulheres corajosas disseram que podiam trabalhar, dirigir, votar, falar, usar biquíni, estudar…

Não amigos, não venham me falar que já conquistamos a nossa igualdade. Pare para pensar, quantas notícias de homens estuprados por dia você ouve? E de mulheres? Quantos homens você conhece que reclamam que exercem a mesma profissão que uma mulher e recebem menos? E mulheres?? E assim, por diante…

-> Temos que tomar cuidado para não reproduzirmos esses discursos generalizantes. MULHERES PODEM SER O QUE ELAS QUISEREM!!!!

“Ninguém nasce mulher, torna-se mulher!”

Simone de Beauvoir

Anúncios

4 comentários sobre “Feminismo: Um breve histórico

  1. Woah! I’m really loving the template/theme of this site.
    It’s simple, yet effective. A lot of times it’s difficult to get that “perfect balance” between usability and visual appearance.
    I must say that you’ve done a superb job with this.
    Additionally, the blog loads extremely quick for me on Internet explorer.
    Exceptional Blog! http://yahoo.net

    Curtir

Hello, gostou do post? Então deixe aqui seu comentário. Beijos

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s