Filme: Ensina-me a viver

ENSINA-ME-A-VIVER

Hello, people!

O filme de hoje é perfeito para te fazer repensar caminhos quando a vida parecer ter perdido o sentido. Minha #dicadodia é o filme Ensina-me a viver que retrata o relacionamento entre um rapaz de 20 anos com obsessão pela morte, que gosta de ir a funerais e simular suicídios, e uma senhora de 79 anos encantada com a vida. Eles passam muito tempo juntos e, durante esta convivência, ela expõe a beleza da vida.

Como o mês de setembro traz a campanha #setembroamarelo para trabalhar o tema do suicídio, achei bem pertinente essa indicação de filme. É por meio da ausência de sonhos e perspectivas que se percebe um pedido de quem precisa de ajuda e merece um olhar delicado, acolhimento e suporte.

O tema suicídio é um lugar, muitas vezes, povoado de culpa e vergonha, apontando para a necessidade de ampliarmos nossos corações nessas travessias, sem julgamentos, dando espaço para falarmos sobre os pedidos de cuidado que cercam essa vivência.

Enquanto assistia ao filme fui tomada por diversas emoções: raiva, angústia, tristeza, amor, felicidade… É um filme dual, que pode ser forte e intenso, ou delicado e cômico. Talvez, dependa do que cada espectador queira ver, e de como cada indivíduo lida com esses dois aspectos abordados na história.

Ensina-me a Viver, de 1971, é um destaque do cinema no que diz respeito a filmes cujo foco é a morte. O longa é baseado em um roteiro escrito por Collin Higgins, que foi publicado como um romance no ano de 1971.

Neste filme, o desfecho é bem incomum. O protagonista Harold é um jovem obcecado pela morte. Ele, constantemente, frequenta funerais, e, está sempre simulando suicídios. Porém, essa estranha obsessão do personagem, muda quando ele conhece Maude, uma mulher de 79 anos, apaixonada pela vida, e por quem Harold se apaixona em certo momento da história.

Ensina-me a Viver não se tornou um clássico por acaso. Ele chuta as convenções, os preconceitos e nos apresenta uma história honesta sobre o encontro de almas. Um filme que inspira a sermos melhores e apreciarmos as boas coisas que passam por nós. Quem sabe até, procurar tocar um instrumento para nos dar ritmo à vida.

Ensina-me a Viver (Harold and Maude, 1971 / EUA)
Direção: Hal Ashby
Roteiro: Colin Higgins
Com: Ruth Gordon, Bud Cort, Vivian Pickles
Duração: 91 min.

 

 

Anúncios

2 comentários sobre “Filme: Ensina-me a viver

Hello, gostou do post? Então deixe aqui seu comentário. Beijos

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s